Documento de referência para as recomendações provisórias da OMS para o uso da vacina inativada contra COVID-19, CoronaVac, desenvolvida pela Sinovac. 24 de maio de 2021

Este documento de referência foi preparado pelo Grupo de Trabalho sobre vacinas contra COVID-19 do Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização (SAGE) para orientar as discussões do SAGE em sua reunião do dia 29 de abril de 2021, o que resultou na promulgação das recomendações provisórias da OMS para o uso da vacina inativada contra COVID-19, CoronaVac, desenvolvida pela Sinovac. É baseado em dados publicados, em dados enviados para a lista de uso de emergência da OMS e em informações diretas compartilhadas pela empresa. A data limite para as informações incluídas foi 29 de abril de 2021. Estão sendo desenvolvidas vacinas inativadas contra o SARS-CoV-2 por vários fabricantes de vacinas. A vacina inativada contra COVID-19 Sinovac-CoronaVac foi desenvolvida pela Sinovac. A Sinovac-CoronaVac foi autorizada como uma vacina de duas doses (3 μ por dose de 0,5 ml) para indivíduos com 18 anos ou mais. A indicação proposta para a lista de uso de emergência (EUL) foi um esquema de duas doses com um intervalo preferencial de 14-28 dias entre as doses. A Sinovac-CoronaVac recebeu autorização condicional de comercialização pela Administração Nacional de Produtos Médicos (NMPA) da China em 30 de dezembro de 2020 e, desde então, recebeu autorização de emergência em 32 países ou jurisdições (até o momento em que este documento estava sendo redigido). Em 21 de abril de 2021, mais de 260 milhões de doses foram distribuídas ao público na China e em outros lugares, e mais de 160 milhões de pessoas foram vacinadas. A vacina está atualmente sendo avaliada em vários ensaios e está licenciada sob autorizações de uso de emergência em vários países e territórios.

Acesse o documento aqui

Modelo de valores do SAGE OMS para alocação e priorização de vacinação contra a COVID-19. 14 de setembro de 2020

Este Modelo de Valores fornece orientações globais para alocação de vacinas contra a COVID-19 entre os países, e orientações nacionais de priorização de grupos para vacinação dentro dos países em caso de oferta limitada. O Modelo destina-se a auxiliar os elaboradores de políticas públicas e assessores especializados nos âmbitos global, regional e nacional nas decisões sobre alocação e priorização de vacinas contra a COVID-19. Este documento foi endossado pelo Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização (em inglês, Strategic Advisor Group of Experts on Immunization, ou SAGE).

Acesse aqui

Anexos às recomendações provisórias para o uso da vacina inativada covid-19 BIBP desenvolvida pelo China National Biotec Group (CNBG). 7 de maio de 2021

Os anexos 1-6 contêm tabelas que resumem a classificação das recomendações, das avaliações, do desenvolvimento e das análises (GRADE). Os anexos 7-9 contêm as tabelas do esquema de evidências para recomendação do SAGE (tabelas ETR). As tabelas ETR são baseadas no DECIDE Work Package 5: Estratégias para comunicação de evidências para orientar as decisões sobre intervenções nos sistemas de saúde e na saúde pública. Evidência para uma recomendação (para uso em debate de orientação) (www.decide-collaboration.eu/, acessado em 11 de janeiro de 2021).

Acesse o documento aqui

Roteiro do SAGE OMS para a priorização do uso de vacinas contra a COVID-19 no contexto de uma oferta limitada. Primeira publicação em 20 de outubro de 2020. Última atualização: 16 de julho de 2021

Esta orientação provisória foi inicialmente publicada em outubro de 2020, de acordo com as orientações do Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização (SAGE), e foi atualizada após as discussões em uma reunião extraordinária do SAGE em 29 de junho de 2021. As declarações de interesse de todos os colaboradores externos foram coletadas para sua avaliação quanto a quaisquer conflitos de interesse. Resumos dos interesses relatados podem ser encontrados na página de internet sobre a reunião do SAGE e na página de internet do Grupo de Trabalho do SAGE.O objetivo deste Roteiro de Priorização é apoiar os países na priorização de grupos populacionais para a vacinação contra a COVID-19 em situações de oferta limitada de vacinas, baseando-se no melhor entendimento atualizado quanto à carga da doença e nos valores e preferências geralmente aceitos. Não se destina a orientar o estabelecimento de metas de cobertura ou metas para o país quanto ao controle de doenças. Atualmente, e em colaboração com seus parceiros do COVAX e principais partes interessadas regionais e nacionais, a Organização Mundial da Saúde (OMS) está atualizando suas metas iniciais para 2021 relativas à Estratégia Global de Vacinação contra a COVID-19 da OMS para os anos de 2021 a 2022. A Estratégia de Vacinação levará em conta as metas globais na luta contra a COVID-19 e descreverá as diferentes estratégias e recursos necessários para atingir os diferentes objetivos propostos.

Acesse o documento aqui

Recomendações do SAGE da OMS para vacinação contra influenza sazonal durante a pandemia de COVID-19. Orientação provisória, 21 de setembro de 2020

Este documento fornece recomendações provisórias do Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas (em inglês, Strategic Advisory Group of Experts, ou SAGE) em Imunização da OMS, relativas à vacinação contra influenza durante a pandemia de COVID-19. Também fornece considerações programáticas para as autoridades nacionais responsáveis pelo planejamento e condução de programas de vacinação contra influenza, bem como considerações de pesquisa para preenchimento das atuais lacunas de conhecimento.

Acesse o documento aqui

Documento de referência sobre a vacina inativada covid-19 BIBP desenvolvida pelo China National Biotec Group (CNBG), Sinopharm. 7 de maio de 2021

Este documento de referência foi preparado pelo Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas (SAGE) do Grupo de Trabalho de Imunização sobre Vacinas Covid-19 para orientar as discussões do SAGE em 29 de abril de 2021, o que resultou na promulgação das recomendações provisórias da OMS para o uso da vacina inativada covid-19 BIBP.Estão sendo desenvolvidas vacinas inativadas contra o SARS-CoV-2 por vários fabricantes de vacinas. (1) A vacina inativada covid-19 BIBP foi desenvolvida por meio de uma colaboração entre o Centro Chinês para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) e o Instituto de Produtos Biológicos de Pequim (BIBP)/China National Biotec Group Company Limited (CNBG). Foi tomada a decisão de se procurar uma vacina candidata inativada devido à longa história de uso seguro e efetivo das vacinas inativadas e ao fato de que a plataforma do processo de inativação existente no BIBP para a vacina de poliovírus inativado da cepa Sabin poderia ser usada no desenvolvimento de vacinas inativadas contra a covid-19 e de que as cepas do vírus SARS-CoV-2 estavam disponíveis na China.

Acesse o documento aqui

Nota técnica sobre atraso na remessa de vacinas ChAdOx1-S [recombinantes]: quais são as implicações para a administração da segunda dose? Informe científico (26 de maio de 2021)

O fornecimento global de vacinas ChAdOx1 [recombinantes] é atualmente restrito, o que impacta o acesso do país à vacina ChAdOx1-S [recombinante] (vacina AstraZeneca COVID-19 AZD1222, SII Covishield, SK Bioscience). Essa restrição se deve a vários fatores, incluindo atrasos de produção relacionados à empresa, atrasos na remessa e necessidades não previstas específicas do país. Os países participantes e as economias do Mecanismo COVAX são particularmente afetados. A incerteza do suprimento futuro levou os países a revisar as implicações políticas e programáticas, pois o fornecimento da segunda dose da vacina dentro do esquema de 8 a 12 semanas recomendado pela OMS pode não ser viável em um futuro próximo. Este documento complementa as informações fornecidas em uma nota técnica intitulada “Considerações para otimizar a implantação de vacinas ChAdOx1-S [recombinantes] em uma situação de fornecimento limitado no tempo” e fornece informações atualizadas relevantes para o fornecimento de uma segunda dose no atual contexto de fornecimento limitado. Embora não estejam atualmente disponíveis evidências definitivas, as considerações a seguir são baseadas na análise feita por especialistas das melhores evidências disponíveis e são projetadas para ajudar os países a tomarem decisões apoiadas por orientações anteriores da OMS.

Acesse o documento aqui

Modelo de valores do SAGE OMS para alocação e priorização de vacinação contra a COVID-19. 14 de setembro de 2020

Este Modelo de Valores fornece orientações globais para alocação de vacinas contra a COVID-19 entre os países, e orientações nacionais de priorização de grupos para vacinação dentro dos países em caso de oferta limitada. O Modelo destina-se a auxiliar os elaboradores de políticas públicas e assessores especializados nos âmbitos global, regional e nacional nas decisões sobre alocação e priorização de vacinas contra a COVID-19. Este documento foi endossado pelo Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização (em inglês, Strategic Advisor Group of Experts on Immunization, ou SAGE).

Acesse o documento aqui

Recomendações provisórias para o uso da vacina Pfizer-BioNTech contra COVID-19, BNT162b2, sob a lista de uso de emergência. Orientação provisória. Publicado pela primeira vez em 8 de janeiro de 2021. Atualizado 15 de junho de 2021

Esta orientação provisória foi desenvolvida com base na recomendação emitida pelo Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas em Imunização (SAGE, sigla em inglês), em sua reunião extraordinária de 15 de março de 2021, e atualizada em 27 de maio de 2021. A orientação baseia-se em evidências resumidas no Documento de referência sobre a vacina de mRNA BNT162b2 (Pfizer-BioNTech) contra COVID-19, (3) e no Documento de referência sobre a doença COVID-19 e vacinas. A BNT162b2 é uma vacina de mRNA contra COVID-19. Um regime de duas doses de BNT162b2 administrado com 21 dias de intervalo conferiu proteção de 95% (IC 95% 90,3,-97,6%) 7 dias após a dose 2 contra infecção sintomática por SARS-CoV-2 em pessoas com 16 anos ou mais, com base em um acompanhamento médio de dois meses.

 
Acesse o documento aqui

O papel dos agentes comunitários de saúde na vacinação contra a COVID-19. Guia de apoio à implementação. 26 de abril de 2021

Este guia destina-se a apoiar os governos nacionais na elaboração de um plano nacional de implementação e operacionalização (NDVPs) para vacinas contra a COVID-19, definindo responsabilidades, necessidades e oportunidades de contribuição dos agentes comunitários de saúde (ACSs).Esta nota foi baseada e estruturada no documento Guidance on developing a national deployment and vaccination plan for COVID-19 vaccines [Orientação para a elaboração de um plano nacional de implementação e operacionalização de vacinas contra a COVID-19](1). Ao fornecer considerações relevantes sobre ACSs para a Ferramenta VIRAT (2), este documento visa apoiar os governos nacionais na elaboração de NDVPs robustos para introdução das vacinas contra a COVID-19, que aproveitem as ferramentas de operacionalização, implementação e monitoramento de base comunitária atualmente disponíveis.

Acesse o documento aqui

Páginas